Categorias
CAMILA DONATI TODOS

CARREIRA E MATERNIDADE – II

Início » Camila Donati

CARREIRA E MATERNIDADE - PARTE 2

Falar sobre o equilíbrio entre a maternidade e o trabalho é bastante desafiador, principalmente porque cada uma de nós tem um conceito diferente sobre equilíbrio, um desejo diferente sobre a carreira e uma expectativa diferente em relação a maternidade.

Mas independentemente do que cada uma deles signifique pra você, eu simplesmente não acho justo culparmos ou responsabilizarmos nossos filhos pelos nossas frustrações ou pela nossa desistência no âmbito profissional.

Quando seu filho crescer e chegar pra você todo feliz dizendo que tem um sonho, que descobriu o que que fazer da vida, que tem uma paixão… o que você quer responder pra ele?

A: Que bom, meu filho. Eu também tinha um sonho, mas aí você nasceu…

B: Filho, que incrível. Corra atrás dos seus sonhos, apesar dos desafios que aparecem no caminho, assim como eu fiz por mim.

Larry Smith questionou isso em sua apresentação para o TED chamada “Why you will fail to have a great carreer”e isso me tocou profundamente.

Se eu desistir dos meus sonhos, dos meus desejos, do que me traz realização, será porque eu assim decidi e a responsabilidade é minha, não deles.

No meu caso, eu não desisti. Pelo contrário, agora que sou mãe me preocupo em passar os melhores valores para meus filhos e eu acredito que isso se faça através do exemplo, não de palavras.

Ensino a eles sobre amor próprio e sobre se colocar em primeiro lugar todo dia que saio pra trabalhar.

CONFIEE®. Todos os direitos reservados 2020 | Ribeirão Preto | SP | Brasil

Categorias
CAMILA DONATI TODOS

CARREIRA E MATERNIDADE

Início » Camila Donati

CARREIRA E MATERNIDADE

O equilíbrio entre a maternidade e a carreira – ou trabalho – começa a ser construído quando a mãe se coloca novamente em primeiro lugar, ou seja, quando volta a priorizar o que é importante para ela. Quando nos colocamos apenas como doadoras (de tempo, de energia, de atenção, de cuidados) nos esvaziamos de nós.

Realizei uma pesquisa com mais de 120 mães e quando eu perguntei se elas consideravam o trabalho uma área importante de suas vidas, 69% respondeu que sim, pois encontravam realização no trabalho. Das restantes, 16% respondeu que sim, pois precisava do dinheiro e 14% disse que se pudesse não trabalharia para cuidar dos filhos.

Não podemos ignorar o fato de que o trabalho é uma área importante na vida de muitas mães, apesar de suas escolhas nem sempre refletem isso. Eu realmente disse escolhas.

Sim, é gratificante cuidar dos filhos. Educá-los é uma missão que nos engrandece, nos abastece de amor e de significado, ou seja, recebemos algo em troca e nos reabastecemos.

Mas cuidar dos filhos é cuidar do outro, não se esqueçam disso, por mais gratificante que possa ser. E quem conta sua história a partir da história do outro, não tem história própria.

Será que precisamos escolher entre uma ou outra área?

Falaremos mais sobre essas escolhas em uma próxima oportunidade.

CONFIEE®. Todos os direitos reservados 2020 | Ribeirão Preto | SP | Brasil

Categorias
CAMILA DONATI TODOS

PONTO DE EQUILÍBRIO ENTRE TRABALHO E MATERNIDADE

Início » Camila Donati

PONTO DE EQUILÍBRIO ENTRE TRABALHO E MATERNIDADE

O ponto de equilíbrio entre trabalho e maternidade é individual de cada mulher. Para entender qual é o seu ponto de equilíbrio entre essas duas áreas é importante questionar suas crenças, pois são elas que criam as bases para o seu modelo de maternidade e de carreira.

Crenças são afirmações entendidas como verdades absolutas. Raramente são questionadas.

Hoje vamos olhar para o nosso modelo de maternidade. Não fomos ensinadas a construir o nosso próprio modelo e nem sempre conseguimos distinguir o que é nosso e o que foi importado de outras pessoas ou de convenções da sociedade.

Os conflitos e a insatisfação acontecem quando não estamos vivendo de acordo com o que acreditamos, mas sim seguindo o que os outros acreditam. Ou uma mescla disso.

Algumas crenças que importamos de convenções sociais e que nos impedem de tomar decisões que nos fariam felizes e que nos colocariam em uma posição de equilíbrio são: filho precisa de mãe; essa geração de mães que trabalham está perdida; escolheu ter filho, agora cuida; no passado nunca tivemos ajuda para criar filhos, essas mães de hoje não dão conta. E por aí vai…

Todas essas afirmações e convenções geram culpa e aprisionam a mãe dentro da maternidade, fazendo com que se esqueça de si mesma, dos seus sonhos e projetos de vida pessoal. Isso não pode trazer felicidade.

Eu acredito na maternidade leve e prazerosa. Como vivê-la nessas condições?

Escreva suas crenças sobre a maternidade e questione todas as outras. Encontre as afirmações nas quais você realmente acredita. Esse é o começo da jornada para encontrar o seu Modelo de Maternidade e ser feliz.

CONFIEE®. Todos os direitos reservados 2020 | Ribeirão Preto | SP | Brasil